Ator que Você Precisa Conhecer: Kim Go-eun

Introdução ao Talento de Kim Go-eun

Kim Go-eun é uma atriz que desperta curiosidade, é audaciosa e transita com facilidade entre diferentes papéis, sejam eles principais ou secundários, fazendo com que seja impossível desviar o olhar dela.

A vasta quantidade de performances excepcionais na filmografia de Kim Go-eun evidencia toda a extensão de seu talento e habilidade. Ela irradia uma presença inconfundível e retrata seus personagens de forma realista. Sua dedicação à naturalidade é notável. Kim Go-eun me parece ser um verdadeiro dinamismo nas telas, no sentido de que ela faz seus personagens parecerem não apenas fortes, mas também incrivelmente atraentes. Kim é uma artista apaixonada que, tenho certeza, busca constantemente aprimoramento, mantendo sua individualidade e identidade como uma deslumbrante atriz coreana.

Início de Carreira e Primeiro Filme

Kim Go-eun capa

Formada em drama pela Korea National University of Arts, Kim Go-eun só havia atuado em produções estudantis ou peças escolares antes de conhecer o diretor Jung Ji-woo em 2011. Conforme relatado pelo The Chosun Ilbo, Kim não sabia que estavam acontecendo audições para o filme “A Muse” (2012) e acabou fazendo o teste para o filme após conversar com Jung. Mesmo sem tempo para se preparar, ela foi escolhida para interpretar a ingênua e sedutora Eun-gyo, uma estudante que se torna a musa de um poeta de 70 anos que se apaixona perdidamente pela garota.

Sua interpretação de Eun-gyo é brilhantemente matizada. No papel de sedutora, Kim Go-eun foi extremamente impulsiva, mas demasiado inocente para ter considerado as repercussões de suas ações, como você saberia se tivesse visto o filme.

O filme gerou muitas críticas ao ser lançado, pois mostrava a intimidade entre um homem idoso e uma adolescente, mas também catapultou Kim do anonimato para o centro das atenções da mídia, tornando-a uma sensação da noite para o dia. Isso só enfatiza sua audácia e as características de uma grande artista, já que ela foi capaz de retratar um personagem tão ousado sendo ainda uma novata e sendo tão explosiva quanto foi.

Diversidade de Papéis e Reconhecimento

É importante notar que Kim Go-eun tem uma habilidade incrível de transmitir uma sensação de tranquilidade a seus personagens, uma das habilidades de atuação que sempre admirei. Isso contribui para sua maldade quando interpreta um papel mais sombrio. Sua linguagem corporal e expressões faciais são fantásticas para comunicar angústia e ira internas.

Por exemplo, quando retornou às telonas em 2014, ela interpretou uma mulher com deficiência cognitiva cuja irmã mais nova é assassinada por um cruel serial killer no filme de suspense “Monster”. Sua dor e fúria a deixam quase louca, e ela planeja sua retaliação. O filme revelou a condição do personagem, que Kim representou perfeitamente.

De maneiras impressionantes, o alcance da atriz Kim Go-eun é ilimitado. Observe sua atuação no thriller de 2015, “Coin Locker Girl”, inspirado no romance japonês de 1980 “Coin Locker Babies”. Kim interpretou Il-young, um recém-nascido abandonado em um armário de metrô que mais tarde se tornou uma executora para uma mulher conhecida como Mother (Kim Hye-soo).

Durante o Festival de Cannes de 2015, o filme foi exibido na Semana Internacional da Crítica. Kim também co-estrelou o clássico drama de artes marciais “Memories of the Sword” (2015) ao lado da atriz Jeon Do-yeon. Em seguida, interpretou uma advogada rigorosa no filme de tribunal “The Advocate: A Lost Body” (2015), seguido pelo filme “Canola” (2016), que também contou com o experiente ator Youn Yuh-jung, sobre a reunião de uma garota com sua avó.

Trajetória Televisiva e Diversidade de Personagens

Kim Go-eun 6

Kim Go-eun fez sua estreia na televisão na popular série “Cheese in the Trap” (2016) como a encantadora e diligente estudante universitária Hong Seol, pelo qual recebeu o 52º Prêmio Baeksang Arts de Melhor Atriz Revelação em Televisão. No mesmo ano, ela co-estrelou o drama de fantasia de enorme sucesso “Guardian: The Lonely and Great God” ao lado de Gong Yoo e Lee Dong-wook.

O drama foi um sucesso comercial e crítico em toda a Ásia, tornando-se um clássico cult na Coreia do Sul. Kim foi especialmente elogiada por libertar autenticamente seu personagem de convenções e por externalizar elegantemente seu estado interior. Kim retornou à cena com o filme de 2018 “Sunset in My Hometown” como uma garota rural renegada. Ela também foi escalada para o filme de romance de época de 2019 “Tune in for Love” como Kim Mi-soo, uma empregada de padaria que troca histórias em um programa de rádio com Cha Hyun-woo (Jung Hae-in).

Sucesso em Dramas de Fantasia e Filmes Musicais

Nos seus papéis, Kim Go-eun incorpora exquisitamente diferentes mulheres, às vezes até dentro dos parâmetros de um único projeto. Por exemplo, ela experimentou e floresceu como Jeong Tae-eul, uma inspetora de polícia na República da Coreia, e também como Luna, uma criminosa no Reino de Corea (uma realidade paralela) no popular drama de fantasia “The King: Eternal Monarch” (2020) ao lado de Lee Min-ho.

No mesmo ano, ela foi escolhida para interpretar o papel de uma ex-gungnyeo transformada em gueixa que se junta ao movimento de independência coreano no primeiro filme musical da Coreia do Sul, “Hero” (lançado em 2022), baseado na vida do ativista An Jung-geun, famoso pelo assassinato de Itō Hirobumi (o primeiro Primeiro Ministro do Japão e Residente-Geral da Coreia em 1909). Em seguida, Kim apareceu em ambas as temporadas de “Yumi’s Cells”, a primeira comédia romântica e animação live-action da Coreia, baseada em um webtoon.

Conclusão: O Brilhantismo de Kim Go-eun

Kim Go-eun 3

Ver artistas talentosos como Kim Go-eun transcenderem suas expertises é fascinante. Ela fez isso repetidamente, mais recentemente com sua participação em “Little Women” (2022), um drama contemporâneo parcialmente baseado no clássico romance homônimo de 1868 de Louisa May Alcott.

Kim interpreta Oh In-ju, a irmã mais velha da série, onde a paixão de três irmãs empobrecidas por dinheiro, independência e amor é dramatizada. Kim acerta em cheio no papel de In-ju, assim como tem feito até agora em desenvolver todos os seus personagens; sua execução foi precisa, o que conferiu a toda a situação em “Little Women” uma incrível quantidade de credibilidade.

Impacto e Legado

Em resumo, Kim Go-eun é um colosso de brilhantismo; ela é curiosa e audaciosa e transita com facilidade entre diferentes papéis, sejam eles principais ou secundários. E, por isso, é impossível desviar o olhar dela. Aposto que você não consegue.

Com base no artigo da rollingstoneindia.

Deixe um comentário