SEE YOU IN MY 19TH LIFE – Uma Jornada de Altos e Baixos

SEE YOU IN MY 19TH LIFE capa

Veredito Rápido:

See You In My 19th Life é uma série visualmente deslumbrante, embalada por uma trilha sonora incrível e um elenco talentoso. No entanto, a experiência de assistir a este dorama pode ser bastante subjetiva.

Para ser franco, a série começou com um ritmo forte, mas ao longo do caminho, perdeu um pouco do seu brilho. O final, em particular, poderia ter sido mais bem elaborado. Embora seja uma boa opção para passar o tempo, See You In My 19th Life não atingiu todo o seu potencial, na minha opinião.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 1

Veredito Detalhado:

Quando comecei a assistir See You In My 19th Life, estava realmente empolgado. A expectativa era alta, e eu queria muito gostar da série. No entanto, à medida que a trama se desenvolvia, comecei a notar uma certa inconsistência, especialmente nos episódios intermediários e finais.

Foi somente quando cheguei aos dois últimos episódios que percebi que See You In My 19th Life não estava correspondendo às minhas expectativas. A verdade é que eu estava tão focado em querer que a série fosse boa, que acabei ignorando seus defeitos.

A lição aqui é que as expectativas podem realmente distorcer nossa percepção. See You In My 19th Life não é uma série ruim, mas definitivamente não é o que eu esperava que fosse.

Trilha Sonora: Um Deleite para os Ouvidos

A trilha sonora de See You In My 19th Life é um dos pontos altos da série. Músicas como “Juicy Juicy” trazem uma energia contagiante, enquanto “Silence” nos envolve com sua melodia tocante.

Mas se eu tivesse que escolher uma faixa favorita, seria “Star”. Essa música captura perfeitamente a essência de See You In My 19th Life, ampliando significativamente minha experiência como espectador.

Então, se você está pensando em dar uma chance a See You In My 19th Life, vá em frente, mas mantenha suas expectativas em cheque. A série tem seus momentos, mas também tem espaço para melhorias.

Gerenciando Expectativas: A Lente Através da Qual Assistir

SEE YOU IN MaY 19TH LIFE 3

Algumas Dicas para Maximizar o Prazer de Assistir:

1. Uma Perspectiva de Manhwa é Útil

Para começar, é bom lembrar que See You In My 19th Life é uma adaptação de um webtoon homônimo. Portanto, assistir a série com uma “lente de manhwa caprichoso” pode enriquecer significativamente sua experiência.

Essa abordagem ajuda a tornar certos elementos da trama mais orgânicos e menos problemáticos do que se você tentasse encarar a série como um dorama comum. Mesmo uma lente de fantasia pura pode ser problemática, pois você precisa ter o elemento manhwa ativo em sua mente para que as ações do protagonista não pareçam obsessivas ou até psicóticas.

Calma, não fuja! Não é tão ruim quanto parece!

[Alerta de Spoilers Menores]

O cerne da trama de See You In My 19th Life é que Ji Eum, personagem de Shin Hye Sun, lembra de Seo Ha, o protagonista masculino, de sua vida anterior (que era sua 18ª vida). Ela está determinada a encontrá-lo e cumprir a promessa que fez em sua 18ª vida: estar sempre lá para ele, ajudá-lo e, claro, casar-se com ele.

Isso resulta em um comportamento que, à primeira vista, pode parecer obsessivo. Ela o segue e até escala o portão da casa da família dele para conseguir vê-lo. Se você estivesse assistindo See You In My 19th Life com uma lente de fantasia pura, isso seria problemático, certo? Isso porque você estaria pensando em Ji Eum como um ser humano comum, e pessoas comuns não agem assim.

Mas, se você se lembrar que See You In My 19th Life é uma adaptação live-action de um webtoon, esses elementos se tornam muito menos problemáticos.

[Fim dos Spoilers]

Então, ao se preparar para mergulhar no mundo de See You In My 19th Life, lembre-se de ajustar suas lentes de visualização. Isso pode fazer toda a diferença na sua experiência de assistir a este dorama intrigante.

Se você mantiver em mente que estamos lidando com personagens de webtoon, muitas das ações que poderiam ser consideradas problemáticas se tornam aceitáveis e até normais. É por isso que é crucial manter essa perspectiva enquanto assiste à série.

Embora a premissa envolva romance, See You in My 19th Life aborda esse tema de forma bastante sutil. Se você está em busca de um romance épico e arrebatador, talvez seja bom ajustar suas expectativas desde o início.

Como Estou Abordando Esta Análise

Primeiro, vou falar sobre o que gostei e o que achei que poderia ser melhorado, antes de mergulhar profundamente nos personagens e suas relações. Minha opinião sobre See You in My 19th Life mudou bastante até chegar aos episódios finais. Portanto, estarei falando com a clareza que só o retrospecto pode oferecer.

O Que Me Agradou

Conceito Inovador

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 4

Embora See You in My 19th Life seja baseado em um manhwa, para alguém que não leu o material original, a premissa é bastante inovadora. Não me lembro de ter visto outro dorama coreano explorando vidas passadas de forma tão única.

Além disso, a série faz um excelente trabalho ao dar vida a várias cenas das vidas passadas de Ji Eum, oferecendo vislumbres de diferentes linhas do tempo e locais. Isso demonstra um nível de ambição que eu não esperava.

Visualmente Deslumbrante

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 5

A maioria dos doramas é bem filmada, mas See You in My 19th Life se destaca por sua beleza visual, quase chegando a parecer irreal. Isso é perfeito para o tom fantasioso da história.

[Alerta de Spoiler]

No episódio 3, por exemplo, as cenas no início do episódio, quando Seo Ha e Ji Eum visitam o túmulo de Ju Won e, em seguida, ela o leva para um local próximo para ver as flores cor-de-rosa, são absolutamente deslumbrantes.

[Fim do Spoiler]

Escolhas Direcionais Únicas

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 6

Não estava particularmente atento a isso, mas uma escolha direcional específica me chamou a atenção.

[Alerta de Spoiler]

No episódio 9, a representação visual de todas as vidas passadas de Ji Eum, seguindo seus passos enquanto ela avança na vida, foi muito bem feita. Já ouvimos Ji Eum falar várias vezes que ela se lembra de suas vidas anteriores e as carrega consigo todos os dias. No entanto, o impacto é ainda maior quando vemos todas as versões passadas de Ji Eum seguindo-a em fila única, especialmente quando ela está atravessando uma ponte. Isso parece ser uma dica visual de que Ji Eum está prestes a dar passos importantes e que todas as suas vidas anteriores estarão com ela nessa jornada.

[Fim do Spoiler]

Surpresas Inesperadas

De vez em quando, See You in My 19th Life me surpreendia ao tomar uma direção que eu não esperava. Esses foram alguns dos melhores momentos, sem dúvida.

[Alerta de Spoiler]

No episódio 3, por um bom tempo, eu estava convencido — como certamente era a intenção da série — de que Cho Won estava apaixonada por Seo Ha. A forma como ela faz um lance no contrato de paisagismo sob um pseudônimo, só porque sabe que Seo Ha não a veria de outra forma, me fez acreditar que ele era o objeto de seu afeto.

Adorei — sério, AMEI — que isso não seguiu o caminho que eu esperava. Estava totalmente preparado para que os sentimentos de Cho Won por Seo Ha tornassem ela e Ji Eum rivais no amor. E que dilema seria para Ji Eum, dividida entre o amor de sua vida (vidas?) e sua irmã mais nova.

No entanto, a série vira tudo de cabeça para baixo e faz com que Do Yun seja o verdadeiro objeto do afeto de Cho Won. Sensacional!

[Fim do Spoiler]

Momentos Medianos

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 8

Às vezes, See You in My 19th Life insere um arco ou um momento que parece bastante aleatório, como se tivesse surgido do nada. Embora esses não sejam os melhores momentos da série, estou disposto a aceitá-los, já que claramente foram inseridos para impulsionar a trama principal. Sim, a narrativa nesses pontos tinha uma qualidade de “ligar os pontos”, mas pelo menos nos levou a algum lugar.

[Alerta de Spoiler]

No episódio 5, achei um tanto aleatório que Seo Ha, Do Yun, Cho Won e Ji Eum decidissem fazer uma viagem juntos à praia. Mesmo que Do Yun diga que ele iria com Seo Ha, isso também parece estranho. No entanto, essas cenas nos dão belos momentos com nossos quatro protagonistas, então estou disposto a aceitar.

Também no episódio 5, achei curioso que todos decidissem passar a noite na casa de veraneio da família de Cho Won quando começa a chover. Isso parece um salto narrativo, mas, novamente, estou disposto a aceitar em nome de uma narrativa ao estilo manhwa.

[Fim do Spoiler]

O Que Menos Me Agradou:

A Abordagem do Relacionamento do Casal Principal

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 10

[Alerta de Spoiler]

Para um drama que tem o romance como seu núcleo, achei que a relação entre Seo Ha e Ji Eum foi apresentada de forma mais contida do que eu gostaria. Para um romance que abrange várias vidas, eu esperava uma conexão mais intensa e emocionalmente envolvente.

Por volta do episódio 9, percebi que não estava tão investido na relação do casal principal quanto gostaria. Estive observando atentamente todas as suas interações e, embora estivesse interessado no desfecho feliz de Seo Ha e Ji Eum, não me senti emocionalmente investido na ligação entre eles.

Acredito que isso tenha a ver com a forma como suas interações são escritas e apresentadas. Embora aprecie a conexão que abrange centenas de anos, não consegui sentir isso visceralmente.

E, sinceramente, qual é o sentido de apresentar um relacionamento amoroso que abrange várias vidas, se ele não for emocionante ou, pelo menos, tocante?

[Fim do Spoiler]

Mudança de Foco na Segunda Metade:

Na segunda metade da série, See You in My 19th Life começa a acelerar o ritmo, o que não me agradou muito. Além disso, embora a história central ainda seja sobre a jornada de Ji Eum, a série começa a se inclinar mais para o mistério do que para o romance whimsical que eu pensava ter escolhido. A mudança de tom não me agradou, e acredito que a série era mais forte quando focava no aspecto romântico e fantasioso.

Encerramento Apressado de Alguns Arcos:

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 12

Como mencionei anteriormente, alguns arcos da história são encerrados de forma apressada, o que também não considero um dos melhores momentos da série. Além disso, há algumas falhas de lógica que a série parece convenientemente ignorar.

[Alerta de Spoiler]

No episódio 9, descobrimos que o Tio (interpretado por Lee Hae Young) havia planejado o “acidente” por ciúmes, visando o Presidente (interpretado por Choi Jin Ho). Gosto do conceito, mas há inconsistências. Por exemplo, Mr. Bang (interpretado por Nam Jin Bok) disse que entrou em pânico porque a criança errada havia sido morta. Isso implica que o objetivo era matar, o que contradiz a explicação dada mais tarde. Parece um pouco como escrita descuidada.

No episódio 10, em apenas duas cenas, vemos Madam Jang (interpretada por Bae Hae Sun) perder tudo e ser informada pelo Presidente que a polícia já está à sua espera.

No episódio 10, achei apressada e conveniente a forma como Madam Jang perde tudo e é informada pelo Presidente que a polícia já está à sua espera. Além disso, não está claro como o Presidente sabia que deveria chamar a polícia, já que Seo Ha não o informou previamente sobre sua confrontação com Madam Jang.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 14

Também no episódio 10, temos o encontro e despedida entre Han Na e Seo Ha, que parece um tanto apressado. Embora Seo Ha pareça instintivamente saber que esta é sua mãe, sinto que ele não teve tempo suficiente para processar essa informação. Todo o drama emocional foi unilateral, concentrado na mãe, o que me pareceu injusto.

[Fim do Spoiler]

Foco nos Personagens:

Shin Hye Sun como Ji Eum

Sou fã de Shin Hye Sun e o fato de ela ser a protagonista feminina foi definitivamente um atrativo para mim. No entanto, estranhamente, nunca consegui me conectar com Ji Eum da forma como normalmente me conecto com uma protagonista que gosto.

Não é que Shin Hye Sun não faça um bom trabalho; ela entrega todas as cenas com uma naturalidade que me faz acreditar que ela é, de fato, Ji Eum, uma pessoa que viveu centenas de anos em várias vidas. O problema, acredito, está na forma como Ji Eum é escrita. A série tentou torná-la excêntrica e única, mas às vezes achei difícil entender suas motivações e ações, o que talvez explique minha desconexão.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 16

Shin Hye Sun, que já nos encantou em papéis como o de “Mr. Queen”, traz uma abordagem um tanto inacessível para Ji Eum. Há uma aura de “mulher misteriosa” que ela infunde em Ji Eum, e acredito que isso contribuiu para minha sensação de desconexão com o personagem. No entanto, é inegável que Shin Hye Sun faz um trabalho excelente, entregando cenas verdadeiramente notáveis.

[Alerta de Spoiler]

Episódio 2: Neste episódio, Ji Eum conversa com Ae Kyung sobre sua proposta repentina a Seo Ha. As palavras simplesmente saíram, o que faz sentido, dado o foco obsessivo de Ji Eum em Seo Ha e sua impaciência. Ela tem a autoconsciência de admitir que não consegue pensar objetivamente quando se trata dele.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 18

Episódio 2: Aqui, começamos a entender quão excêntrica Ji Eum realmente é. Além de suas propostas inusitadas a Seo Ha, ela também recorre a movimentos de dança flamenca para se defender de um recrutador duvidoso. É tão estranho que tive que piscar várias vezes para ter certeza do que estava vendo. Mas essa estranheza é parte do charme de Ji Eum. Talvez seja o efeito de ter vivido 18 vidas; ela simplesmente não se intimida com nada nem ninguém.

Episódio 2: É tocante quando Ji Eum, ao ajudar Seo Ha, percebe que ele está indo ao túmulo de Ju Won para conversar com ela.

Episódio 3: Ji Eum tem uma epifania ao ver Seo Ha visitar o túmulo de Ju Won. Ela percebe o peso emocional que sua morte e subsequente reencarnação têm sobre aqueles que ela deixa para trás. Esta é a primeira vez que ela é reencarnada tão rapidamente a ponto de testemunhar o luto daqueles que perdeu.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 20

Episódio 3: Acredito que essa percepção vai adicionar uma nova camada de significado à forma como Ji Eum enxerga o mundo. Espero ver mais sensibilidade e menos frivolidade dela, especialmente em relação a Seo Ha e Cho Won.

Essa nova compreensão de Ji Eum adiciona uma nota aguda de poesia à nossa narrativa, enriquecendo uma história que já era interessante, peculiar e caprichosa. Essa mistura única de poesia e capricho é absolutamente do meu gosto, e agora estou oficialmente encantado com esta série.

O que mais admiro é como essa realização afeta o comportamento geral de Ji Eum. Suas peculiaridades encantadoras agora são temperadas com uma boa dose de compaixão e consideração. Sinto que chegamos ao ponto ideal; não é pesado demais, mas definitivamente mais aterrado do que as notas mais fortes de frivolidade que tivemos nos episódios 1 e 2.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 22

Ji Eum ainda está completamente focada em conquistar o coração de Seo Ha, mas agora sempre há uma nota de gentileza em suas interações com ele. Isso torna Ji Eum muito mais atraente, e não me surpreende que Seo Ha comece a se sentir atraído por ela, apesar de si mesmo.

[Fim do Spoiler]

A Complexidade Emocional de Seo Ha em See You in My 19th Life

Ahn Bo Hyun, que já havia me impressionado em Yumi’s Cells, realmente se dedicou ao papel de Seo Ha. Ele até perdeu uma quantidade significativa de peso para retratar a fragilidade do personagem. Senti muita empatia por Seo Ha, considerando tudo pelo qual ele passou e o quanto sofreu.

No entanto, há algo na escrita em torno do personagem de Seo Ha que o torna, de alguma forma, distante. Estou tentando identificar o que é, mas ainda não consegui. O que sei é que não me senti tão conectado a Seo Ha quanto normalmente esperaria me sentir com um personagem principal em um dorama.

Acredito que parte da razão para essa desconexão seja que esta é mais a história de Ji Eum do que a história do romance entre eles. Talvez seja por isso que sinto que Seo Ha é menos desenvolvido, em termos de personagem, em comparação com Ji Eum.

[Alerta de Spoiler]

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 24

No episódio 10, a forma como a série retrata a cena, enquanto Ji Eum se lembra de sua primeira vida e, no nevoeiro entre o presente e o passado, vê Seo Ha à sua frente, é muito bem feita. O sofrimento que Ji Eum sente agora é tão fresco quanto era quando ela vivenciou os eventos em sua primeira vida. E então, o jeito como ela trava os olhos com Seo Ha, enquanto ainda está nesse espaço nebuloso entre sua visão e seu presente, e jura matá-lo, é como se ela estivesse possuída. Mas ela não está possuída por um demônio ou um espírito; ela está possuída pela dor de perder sua irmã diante de seus olhos.

Nos primeiros episódios, somos apresentados à tristeza e ao trauma que Seo Ha carrega. Ele perdeu sua mãe e, pouco tempo depois, Ju Won, a pessoa em quem ele confiava para estar ao seu lado. Além disso, ele perdeu a audição no acidente que tirou a vida de Ju Won. É uma série de eventos devastadores que explicam por que ele é uma pessoa mais reservada e reprimida.

[Fim do Spoiler]

A Linha do Amor entre Ji Eum e Seo Ha:

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 27

Como mencionei anteriormente, achei essa linha do amor bastante contida. Gostei do conceito, mas percebi que ela não me cativou emocionalmente como eu esperava. Acredito que essa linha do amor foi projetada para ser um arco secundário que apoia a jornada pessoal de Ji Eum, que é o foco central da série.

Mesmo considerando isso, ainda achei a linha do amor bastante contida. Gostaria que a série tivesse nos dado um pouco mais e permitido que a química e a conexão entre Seo Ha e Ji Eum crescessem e tivessem mais presença na nossa história. A química entre Ahn Bo Hyun e Shin Hye Sun pareceu um pouco contida, e não sei se isso foi uma escolha direcional ou simplesmente a natureza da química entre os dois atores.

Destaques do OTP:

[Alerta de Spoiler]

E1: O momento em que Seo Ha percebe que Ji Eum é a reencarnação de Ju Won é emocionante. A forma como ele olha para ela, como se estivesse vendo um fantasma, é de partir o coração.

A cena em que Ji Eum defende Seo Ha do “Questionable Headhunting Dude” com movimentos de flamenco é hilária e mostra como ela é destemida e única.

A visita ao túmulo de Ju Won e a cena das flores de cerejeira são visualmente deslumbrantes e emocionalmente carregadas. É um momento de beleza e tristeza, onde ambos os personagens se conectam em um nível mais profundo.

A série nos dá um vislumbre da relação entre Ji Eum (como Ju Won) e Seo Ha, mas não é tão envolvente quanto se esperaria de um amor que transcende vidas. No entanto, Ji Eum é como um raio de sol na vida de Seo Ha, e isso torna sua presença bem-vinda, mesmo que ela comece meio que o “seguindo”.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 29

E2: O ataque de pânico de Seo Ha é um momento crucial para a relação deles. Ji Eum sabe como é ter ataques de pânico e a ajuda prática que ela oferece abre canais de comunicação entre eles. É interessante como Ji Eum é tão franca sobre suas vidas passadas, esquecendo-se de que não deveria se lembrar delas. Quando Seo Ha a acusa de ser uma mentirosa patológica, é irônico porque ela é, na verdade, excessivamente verdadeira.

Ji Eum é uma personagem complexa que traz consigo a sabedoria e as experiências de várias vidas passadas. Isso a torna uma pessoa muito interessante, mas também um pouco difícil de entender às vezes. Ela é franca ao ponto de ser desconcertante, especialmente quando se trata de seu interesse em Seo Ha.

Seo Ha, por outro lado, parece aceitar a estranheza de Ji Eum, talvez porque ele mesmo seja uma pessoa que carrega muita dor e complexidade. Ele permite que Ji Eum entre em sua órbita, apesar de sua intensidade e peculiaridades, o que sugere uma certa abertura de sua parte para entender e aceitar Ji Eum como ela é.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 31

Quero dizer, se alguém fosse tão fervoroso sobre querer trabalhar comigo e isso viesse acompanhado de propostas inesperadas para namorar, eu seria muito mais cauteloso do que Seo Ha. Chego à conclusão de que há algo em Seo Ha que é atraído por Ji Eum, e acrescento minha perspectiva de manhwa para reforçar essa ideia. 😁

Fico realmente satisfeito que Seo Ha se lembre da jovem Ji Eum por conta própria, enquanto se isola do mundo, sentado debaixo d’água na piscina. O que realmente me toca é o quão feliz ele parece ao se lembrar dela. Ah, que saudades ele tem dela!

Eu também me lembro com carinho da jovem Ji Eum (como não lembrar, ela é tão precoce, encantadora e adorável), então fico duplamente feliz em ver que ele sente o mesmo. 🥰

Também fico feliz em ver que, após reencontrar a Ji Eum adulta e se reconectar com essa memória, Seo Ha ainda sorri para si mesmo, pensando nela. Ah, que bom.

Gosto do fato de ele estar sorrindo por ela, ou seja, ele tem sentimentos positivos em relação a Ji Eum, mas também simplesmente gosto do fato de ele estar sorrindo.

Há algo em Seo Ha que me parece solitário e saudoso, e vê-lo sorrir um pouco mais é algo muito agradável.

E3. Adoro quando Seo Ha comenta que os gestos de Ji Eum são todos muito unilaterais, e Ji Eum responde que está tudo bem, porque ele está parecendo muito melhor.

Essa preocupação constante e protetora por ele, combinada com sua franca, consistente e despretensiosa admissão de seus sentimentos por ele, é completamente encantadora. Não me surpreende que Seo Ha comece a desenvolver sentimentos por Ji Eum, apesar de sua declaração de que não está interessado nela.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 33

E3. Neste episódio, Seo Ha começa a ver e sentir Ju Won em Ji Eum, e sempre sinto que estou à beira do meu assento quando isso acontece, porque me pergunto se este será o momento em que ele perceberá que Ji Eum é sua querida noona.

Como quando Ji Eum corre para ver Seo Ha ainda no dia do seu aniversário, porque ela quer dizer a ele que gosta dele, no dia do seu aniversário – que era o que ela planejava fazer como Ju Won, no dia do acidente.

E, querendo ou não, ela está mexendo com ele.

Ele não consegue evitar as lembranças de Ju Won quando ela faz algo assim.

E as palavras que ela diz a ele também ficam com ele. Como quando ele decide colocar aquela pétala rosa, que voou para sua casa, naquele livro, porque ele se lembra do que ela lhe disse sobre refletir sobre as flores quando estiver preocupado.

E4. Neste episódio, Seo Ha e Ji Eum passam mais tempo juntos do que antes, e, com a forma como Ji Eum continua lembrando Seo Ha de Ju Won, não é surpreendente que ele comece a relaxar perto dela, sem sequer perceber.

Some-se a isso o fato de que Ji Eum é, de fato, encantadora por si só, e parece inevitável que Seo Ha se torne mais receptivo a ela.

E4. Depois que Seo Ha intervém entre Ji Eum e seu irmão, que bom que ele realmente convida Ji Eum para jantar, e eles acabam comendo, bebendo e conversando por um tempo que parece longo.

Seo Ha bêbado é adoravelmente desajeitado e muito mais expansivo, e fico bastante impressionado com como a cena se desenrola, quando ele pergunta a Ji Eum se eles deveriam se beijar.

Em vez de aproveitar a oportunidade para avançar com ele, Ji Eum responde que se conterá para poupá-lo do arrependimento no dia seguinte e, em seguida, pede que ele faça a pergunta novamente quando estiver sóbrio.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 35

Ah, eu gosto dela. Ela é tão agradável, mesmo optando por exercer autocontrole e não tirar vantagem de Seo Ha bêbado.

Além disso, aquele momento em que Seo Ha se apoia em Ji Eum e conta como se sentiu no acidente de carro, sentindo o corpo de Ju Won esfriar com o tempo enquanto os socorristas trabalhavam para tirá-los, é de partir o coração.

Não consigo imaginar o que isso deve ter feito com Seo Ha, sentir literalmente a vida se esvair do corpo de Ju Won. Não é de se admirar que ele esteja tão marcado e incapaz de suportar contato físico com os outros. 😭

Mas que grande marco é este, que ele é capaz de não apenas contar a Ji Eum sobre essa coisa muito pessoal, mas fazê-lo com a cabeça no ombro dela. Isso parece muito significativo.

Mais tarde, é fofo e cativante como Ji Eum alegremente usa aquele carrinho para transportar Seo Ha de volta para casa – até que ele desliza para fora dele, heh.

E5. Parece que Seo Ha está percebendo que possivelmente tem sentimentos por Ji Eum e está se sentindo culpado por isso?

Sua narração em off, enquanto ele está pensando na piscina, onde ele pergunta: “Se isso é o que é o amor, posso me permitir senti-lo?”, me faz pensar que ele está lutando com a culpa do sobrevivente, onde ele sente que tem o dever de sofrer e ser infeliz para compensar o fato de que ele sobreviveu, enquanto Ju Won não sobreviveu.

Esse é um fardo pesado a carregar, e é de partir o coração pensar que Seo Ha viveu com essa atitude pairando sobre ele por tanto tempo. 💔

É difícil o suficiente para ele ter começado a gostar de alguém, mas quão confuso e conflitante deve ser para Seo Ha, que Ji Eum o lembra de Ju Won? Tenho certeza de que isso aumenta a dor e a culpa de Seo Ha também.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 37

E5. É bom ver Seo Ha e Ji Eum terem um momento de conversa bastante honesta à beira-mar, quando ele pergunta por que ela continua falando de forma informal com ele e se ela costuma chorar quando bebe um pouco.

Quer dizer, Ji Eum não lhe dá uma resposta, mas parece honesto, no sentido de que Seo Ha está articulando as coisas que ele se pergunta sobre Ji Eum.

Quando Ji Eum o faz dançar com ela, me pego sorrindo e também pensando que só Ji Eum teria a habilidade de fazer Seo Ha simplesmente dançar com ela assim, do nada, na praia.

Isso a torna bastante especial, eu acho. 🥰

E5. Com essas várias instâncias de Seo Ha e Ji Eum passando pequenos momentos juntos, parece que tudo está somando para uma atmosfera mais desinibida em suas conversas.

Principalmente, sinto que Seo Ha está se abrindo mais e sendo mais expressivo sobre o que sente por dentro quando está com Ji Eum, e isso, somado à maneira já aberta de Ji Eum, me faz sentir que esses dois estão se aproximando.

Parece significativo que, quando Ji Eum pergunta a Seo Ha, fora do restaurante de churrasco, o que ele gostava tanto em Ju Won, ele realmente dá uma resposta, que os olhos dela eram compreensivos e bonitos.

Nossa, isso é bem grande para Seo Ha, articular isso, não é? 🥲

E claro, ele não dá uma resposta a Ji Eum quando ela pergunta sobre como ele se sente em relação aos olhos dela, mas o fato de ele se sentir confortável o suficiente para colocar o dedo na testa dela e dizer para ela parar, também parece significativo, certo?

Ele não faria isso com qualquer um, é o que estou tentando dizer.

E7. Sinto por Seo Ha; como mencionei na semana passada, agora que ele sabe que ele era o alvo do acidente, ele simplesmente não consegue evitar de se sentir culpado em relação a Ju Won e ao pai de Do Yun, que, em sua mente, morreu em seu lugar.

Não é de se admirar que ele esteja completamente desorientado e ainda menos capaz de suportar as conversas superficiais e afiadas à mesa de jantar.

E, como Seo Ha já expressou que se sente à vontade quando está com Ji Eum, não me surpreende que ele se apegue a ela quando ela aparece diante dele.

Com a forma gentil, encorajadora e amorosa com que ela o trata, parece um próximo passo natural para Seo Ha se inclinar e beijá-la.

Como é típico de Ji Eum receber o beijo com tanta calma e perguntar a ele, em sua maneira calma e direta, se ele acabou de beijá-la, ao que Seo Ha rapidamente recua, dizendo que foi apenas um selinho, e não um beijo.

…O que é o sinal para Ji Eum demonstrar o que constitui um beijo de verdade, heh.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 40

Eu realmente adoro como o beijo é gentil, terno, sem pressa e… curativo.

Na verdade, não posso deixar de notar como essa cena de beijo do OTP é mais sobre cuidado e cura, em comparação com a cena de beijo que tivemos de King The Land no mesmo fim de semana, que parecia mais sobre a conexão do OTP e todos os sentimentos anteriormente contidos, finalmente expressos através do nosso beijo OTP.

Não que um seja melhor que o outro; mencionei o beijo em King The Land especificamente para destacar que os dois são marcadamente diferentes e, portanto, não devem ser comparados.

Não acho que seja porque a química entre o OTP de King The Land é mais intensa e, portanto, se traduz em um beijo mais quente na tela; é que os dois beijos têm propósitos narrativos completamente diferentes, e acho que é por isso que esse beijo tem um impacto tão diferente.

O Show apoia essa ideia, com a forma como Ji Eum imediatamente coloca Seo Ha no carro, o leva para casa e prepara uma refeição quente para ele, para que ele se sinta melhor.

E realmente me dá uma sensação calorosa de satisfação ver Seo Ha se sentir muito melhor enquanto come o ensopado que Ji Eum prepara para ele.

Dado o modo como Ji Eum continua sendo tão gentil e tão persistente na forma como expressa seus sentimentos por Seo Ha, e dado o quanto Seo Ha encontra conforto na companhia dela, parece apropriado que Seo Ha agora se sinta pronto para dizer a Ji Eum que gosta dela.

Acho realmente bastante romântico que ele peça um tempo e depois peça para fazer a terceira declaração de amor.

Ah, isso é adorável.

Temos uma confirmação mútua de sentimentos e, agora, é apenas uma questão de tempo para eles começarem oficialmente um relacionamento.

Agora eles estão nesse espaço incomum, mas precioso, onde estão cientes de seus sentimentos mútuos um pelo outro, mas ainda não estão namorando. E confie em Ji Eum para estabelecer que, embora ainda não estejam namorando, eles estão em termos de beijo. 😁

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 42

Na minha opinião, eles basicamente já estão namorando de fato, porque se importam um com o outro, querem proteger um ao outro e claramente estão em termos de beijo. Mas, eu aprecio que ambos deem importância à formalização do relacionamento também; há algo bastante doce nisso também.

E8. Seo Ha está basicamente tão machucado e quebrado, em seu coração e espírito, que eu posso ver por que Ji Eum sentiria que revelar sua identidade como Ju Won poderia aliviar sua culpa, pelo menos um pouco.

Pelo menos seria uma coisa a menos para se sentir culpado, se ela, como Ju Won, o libertasse do fardo de sua morte, certo?

A forma como ela se revela para ele é bastante perfeita; é um momento tão pessoal que apenas Ju Won e Seo Ha saberiam, ela compartilhando aquela música e dizendo para ele tocá-la quando sentir saudades de alguém, porque isso o faria se sentir melhor.

Ahhh! Seo Ha finalmente sabe – certo?

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 43

E9. Eu estava muito interessado na resposta de Seo Ha à revelação de Ji Eum, de que ela havia sido Ju Won em sua vida anterior, e achei que isso foi bem feito.

Faz sentido para mim que Seo Ha inicialmente se afastaria dessa revelação, porque realmente é uma coisa difícil de processar e aceitar.

Mas também faz sentido que Ji Eum eventualmente conseguiria convencer Seo Ha, porque definitivamente há muitas coisas que apenas Ju Won e Seo Ha saberiam; como Seo Ha poderia explicar o fato de Ji Eum saber exatamente essas coisas, se ela não fosse realmente Ju Won como ela diz.

Eu tinha uma intuição, desde o início, de que a caixa de joias seria uma forma de Ji Eum provar sua identidade como Ju Won para Seo Ha, e o Show faz exatamente isso.

Eu não tinha antecipado, no entanto, que o conteúdo da própria caixa também ajudaria Seo Ha a processar o fato de que Ji Eum é realmente Ju Won, apenas em um corpo diferente e em uma vida diferente.

Gosto que Ji Eum entenda que Seo Ha precisará de algum tempo para lidar com a informação surpreendente que ela acabou de despejar sobre ele, e aprecio que ela se afaste e escolha dar-lhe o tempo de que ele precisa.

Com Ji Eum sendo uma pessoa naturalmente bastante impaciente (pelo menos, essa é a impressão que tive, pela forma como ela se inseriu no mundo de Seo Ha e confessou seus sentimentos a ele tão ousadamente), eu realmente acho que está exigindo algum esforço e contenção da parte de Ji Eum, para esperar que Seo Ha processe isso.

E9. Aquele momento em que Seo Ha e Ji Eum finalmente se encontram no carrossel é bastante mágico, devo dizer.

Não de uma forma romântica, no entanto; achei mágico de uma forma mais reconfortante. Tipo, se encontrar assim, finalmente, é o consolo de que ambas as almas precisam.

E é comovente exatamente da mesma forma, quando Seo Ha diz a Ji Eum que está arrependido, e ela lhe diz para não chorar, que tanto ela quanto Ju Won não querem nada mais do que vê-lo feliz.

Seo Ha chora muito nesta cena, mas para mim, essas são lágrimas boas; lágrimas de liberação e catarse, já que ele finalmente é libertado do fardo da culpa que carregava todo esse tempo. 🥲

See-You-in-My-19th-Life-066

E10. Seo Ha finalmente faz a declaração de amor que prometeu e pede a Ji Eum para namorá-lo.

Aww. Isso é importante, com certeza, porque demonstra o quão certo Seo Ha está de seus sentimentos por Ji Eum.

É fofo que Ji Eum diga que o recusará duas vezes antes de dizer sim, pelo simples motivo de que ele também a recusou duas vezes, e realmente, não havia ansiedade envolvida para Seo Ha, já que Ji Eum já lhe disse que dirá sim.

É tudo muito doce, mas com o contexto do gancho do episódio 9 ainda fresco na minha mente, há definitivamente uma corrente subjacente de comoção passando por mim, nesta cena.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 47

[FIM DO SPOILER]

Ha Yoon Kyung como Cho Won

Devo dizer que realmente gostei muito da interpretação de Ha Yoon Kyung como Cho Won.

[SPOILER ALERT]

Mencionei no Patreon, nas minhas notas de E1-4 sobre Hidden Love, que muitas vezes você pode perceber se alguém é o mais velho ou o mais novo da família, pela forma como se comporta, mesmo sendo adulto, e acho que isso se aplica muito bem à forma como Ha Yoon Kyung interpreta Cho Won.

Cho Won não fala como um bebê nem nada disso, mas há algo na forma como ela se comporta que me diz que ela está acostumada a ser a caçula da família.

E isso fica especialmente evidente quando ela interage com Ji Eum como a “unnie” que ela sentiu falta por muitos anos.

Ela pode ser uma mulher adulta agora, mas essa qualidade de “irmã mais nova” nela é inconfundível, e eu só queria dizer que acho que Ha Yoon Kyung está acertando em cheio, 100%. E depois, mais tarde, quando vemos em flashback que, na primeira vida de Ji Eum, Cho Won era sua irmã mais velha, fico realmente impressionada com o quão diferente Ha Yoon Kyung parece quando está interpretando uma irmã mais velha em vez de uma mais nova.

A vibe que ela transmite é completamente diferente, sem que ela precise dizer muita coisa, e eu estou realmente impressionada. 🤩

[FIM DO SPOILER]

Ahn Dong Goo como Do Yun

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 49

Devo dizer que me peguei ficando bastante afeiçoado a Do Yun e me envolvendo em sua felicidade; muito mais do que eu originalmente esperava, especialmente considerando a vibe estoica e reservada de Do Yun.

Há algo na forma como Ahn Dong Goo o interpreta, com lampejos de nervosismo, melancolia e solidão alternadamente, que faz meu coração se compadecer por ele.

[ALERTA DE SPOILER]

Senti muita pena de tudo pelo qual ele teve que passar, desde a morte repentina de seu pai.

A forma como ele teve que amadurecer rapidamente para cuidar de seu irmão mais novo; o esforço que teve que fazer desde muito jovem para sustentar a família; o modo como foi zombado e menosprezado pelos ricos, por ser pobre.

Parece realmente que Do Yun carrega o peso da dor, da responsabilidade e do dever em seus ombros, e isso me fez sentir muito por ele.

Eu estava envolvido em sua jornada pessoal, mas, para ser honesto, o que mais me interessava era seu possível relacionamento amoroso com Cho Won, sobre o qual falarei a seguir.

[FIM DO SPOILER]

Cho Won e Do Yun

Sinceramente, acho que estava mais envolvido nesse possível relacionamento amoroso do que no relacionamento do casal principal. 😅

Há algo tão comovente e sincero sobre a situação deles.

[ALERTA DE SPOILER]

A angústia e a tristeza em cada um deles, por causa de seus sentimentos mútuos e a sensação de que esses sentimentos nunca terão espaço para existir ou ser expressos livremente, realmente me afetam.

O fato é que, embora Do Yun explique que o problema é a diferença de classe entre eles, enquanto assistia, eu sempre supus que havia algo mais que ele não estava dizendo, porque, aos meus olhos, Do Yun não parece ser o tipo de cara que se incomodaria com fofocas, se ele realmente estivesse determinado e apaixonado por algo – ou alguém.

Portanto, fiquei um pouco desapontado ao perceber que realmente não havia nenhum outro problema que Do Yun estivesse escondendo; era realmente sobre a diferença de classe.

Ainda assim, eu queria tanto que Do Yun e Cho Won ficassem juntos que não me importava muito com o como eles finalmente conseguiriam estar juntos.

Aqui estão apenas alguns destaques da minha experiência assistindo:

E7. Me sinto bastante atraído pela conexão entre Do Yun e Cho Won. De repente, me sinto muito envolvido; agora que tivemos alguns quase-encontros, quero que eles encontrem uma maneira de ficar juntos.

Quero dizer, aquela cena em que Do Yun bêbado reage a Cho Won é tão fofa, mas ao mesmo tempo tão comovente.

Adoro o Do Yun meio bêbado, porque ele é adoravelmente desajeitado e honesto sobre como está feliz em ver Cho Won, mas que não pode ser Cho Won. 🥲 E que tal o Do Yun meio bêbado se inclinando para um beijo, hein?

O Do Yun meio bêbado é muito mais emocionalmente honesto do que o Do Yun sóbrio, e estou meio emocionado ao descobrir esse lado fofo do Do Yun. 😁

É ainda mais fofo porque ele obviamente não tem ideia de que é fofo, heh.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 52

Isso também me faz sentir um pouco de pena de Do Yun, porque realmente me faz me perguntar o quanto ele tem reprimido seus sentimentos e por quanto tempo; isso deve ser difícil, certo? 😕

E então é tão fofo quando Do Yun vai buscar a Cho Won bêbada, mais tarde no episódio, e toda a situação se inverte, quando Cho Won diz a mesma coisa para Do Yun e depois tenta beijá-lo – e cai no ombro dele antes de fazer contato com os lábios, assim como ele tinha feito com ela.

Ah, esses dois. Eles são tão fofos e nem sabem disso. 😁

Eu simplesmente amo aquele momento em que Do Yun – sóbrio desta vez! – olha para Cho Won e diz: “Agora estamos quites.”

Eee!! Ele não está bêbado, mas está admitindo seus sentimentos por Cho Won, à sua maneira, e isso me deixa irracionalmente animado. 🤩

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 54

E então, mais tarde, acho tão corajosamente encantador da parte de Cho Won, abordar Do Yun, para confirmar que ela se lembra de tudo e basicamente perguntar se ele gosta dela, já que ele é uma pessoa que não faz nada sem motivo.

Fico meio surpreso que Do Yun admita abertamente que, sim, ele gosta dela – mas não vai namorá-la.

Oof. Que golpe inesperado para Cho Won, porque o que poderia estar impedindo Do Yun de agir de acordo com seus sentimentos, especialmente porque ela também gosta dele, certo?

A pior parte é que Do Yun não explica seu motivo para decidir não namorar Cho Won (e certamente ele tem um motivo), então agora Cho Won deve se sentir realmente presa e impotente diante desse desenvolvimento inesperado.

Ainda estou um pouco perplexo, sobre por que Do Yun se recusa a permitir que ele mesmo namore Cho Won.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 56

E8. Adoro como vemos Cho Won dando aquele anel de flor para Do Yun, para expressar seu amor por ele; que ela decidiu continuar gostando dele, mesmo que ele escolha não namorá-la.

Ah. Isso é tão puro, não é? 🥹 Espero que esses dois consigam ficar juntos felizes, antes que nossa história chegue ao fim.

E9. Até este episódio, eu estava bastante feliz com a forma como Do Yun e Cho Won foram honestos sobre seus sentimentos um pelo outro, apesar do fato de que Do Yun se recusa a realmente namorar Cho Won.

Neste episódio, porém, a tristeza é real para Cho Won, quando Do Yun pede que ela pare de falar sobre isso e, essencialmente, esmaga qualquer esperança restante que ela tenha de que ele eventualmente mudará de ideia.

Sinto muito por Cho Won, quando ela não consegue evitar de começar a chorar com suas palavras e, em seguida, se vira para sair.

O fato de ela estar indo embora me faz sentir que ela realmente não tem mais nada a dizer e não sabe mais o que fazer, e eu sinto por ela, porque seu coração em relação a Do Yun tem sido tão aberto, terno e puro – e agora esse coração terno foi esmagado. 💔

Também me sinto mal por Do Yun, porque está claro que fazer isso e machucar Cho Won também está machucando ele.

Isso realmente me afeta, o quanto eles são afetados um pelo outro.

O jeito como Do Yun fica todo desorientado nos dias seguintes, sempre colocando mais sal no caldo do que o habitual, é tão comovente para mim. 🥺

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 58

[FIM DO SPOILER]

Ji Eum e Cho Won

[SPOILERS]

A conexão entre Ji Eum e Cho Won foi um dos relacionamentos em que eu me senti mais investido durante minha assistência.

A saudade que sentiam uma pela outra era palpável, e logo me vi desejando ardentemente que esse par de irmãs tivesse outra chance de irmandade nesta vida. 🥲

Aqui estão alguns destaques da irmandade, da minha assistência:

E3. Adoro que Ji Eum e Cho Won não se tornem rivais no amor, mas sim amigas. Ah, isso é tão bom.

Adoro como elas têm uma conversa tão pessoal, de maneira tão calorosa e familiar, durante as bebidas; parece o tipo de conversa entre irmãs que elas teriam tido, se Ju Won não tivesse morrido jovem. 🥲

E por esse motivo, essa conversa parece realmente preciosa, como se fosse a segunda chance que elas receberam, graças à reencarnação de Ji Eum. Eu legitimei lágrimas nos olhos, enquanto ouvimos Cho Won falar sobre Ju Won, se emocionando com a memória de sua irmã, que partiu tão de repente.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 60

Além disso, aquele momento no táxi pareceu tão mágico e precioso, quando a Cho Won meio bêbada, com a cabeça no colo de Ji Eum, alcança a mão de Ji Eum e Ji Eum acaricia seu cabelo.

Não nos é dito especificamente que isso era exatamente o que Ju Won costumava fazer por Cho Won quando era pequena, mas certamente me dá essa sensação, e eu sinto esse momento tão agudamente, ao lado de Ji Eum. 🥲

E5. Ao encerrarmos o episódio, Cho Won está em modo de confronto total com Ji Eum, depois de aprender com Do Yun que Ji Eum admitiu que tem um motivo oculto ao se candidatar ao emprego no hotel, e estou completamente à beira do meu assento.

A dor nos olhos de Cho Won é tão crua e infantil que parece que esta é a pequena Cho Won, sinceramente e profundamente chateada com alguém usando a memória de sua irmã para algo ruim – mas também, repreensiva e de coração partido, que Ji Eum não é Ju Won, porque isso faria tudo fazer sentido.

Nossa, os soluços de Cho Won são tão comoventes; fico emocionado só de vê-la falar sobre como se sente estranha toda vez que Ji Eum a lembra de Ju Won, mas não pode deixar de desejar que Ji Eum realmente fosse Ju Won. 😭

E ENTÃO. Ji Eum se revela como Ju Won, quem ela foi em sua vida passada.

Ahhhh!!! 😱 Meu coração está dando cambalhotas, porque isso significa que agora, Cho Won vai se reunir com sua Unnie, certo?? 🥹

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 63

E6. É tão comovente ouvir que Ji Eum esteve na casa da família de Ju Won várias vezes ao longo dos anos, porque sentia muita falta de sua família, e é tão comovente ver Ji Eum descrever, com lágrimas saudosas e alegres, as várias coisas que só Ju Won saberia, como o fato de Cho Won ter três pintas na parte de trás do pescoço e uma cicatriz na parte de trás da cintura, de um incidente quando ela era bebê.

Faz sentido que Cho Won precise de mais tempo para pensar sobre tudo isso, porque é, de fato, muito e muito estranho.

Você pode definitivamente ver que ela quer acreditar, pelo jeito como ela continua conversando com as pessoas sobre isso, como quando ela faz perguntas à mãe, para verificar se o que Ji Eum lhe disse é realmente verdadeiro.

E6. Eu amo-amo-AMO a cena em que Cho Won vai ver Ji Eum, para dizer a ela que decidiu acreditar nela, que ela realmente é Ju Won. Ah, meu coração. 🥹

É tão lindo, tão precioso e tão surreal, ver Cho Won abraçar Ji Eum daquela forma, chamá-la de Unnie e dizer a ela que sentiu sua falta. Wahhh. 😭😭😭

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 65

Ji Eum e Ae Kyung 

[SPOILERS]

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 67

Além do relacionamento de Ji Eum com Cho Won, este foi o outro relacionamento em que me senti mais investido.

E1. Adoro como Ji Eum foge de seu pai inútil e encontra Ae Kyung, que havia sido sua sobrinha em sua 17ª vida, quando ela era tio de Ae Kyung.

Risos.

Adoro que Ae Kyung seja interpretada por Cha Chung Hwa, porque uma vez que a pequena Ji Eum cresce e se transforma em Shin Hye Sun, temos uma reunião de Mr. Queen entre nossa Rainha e sua Dama de Companhia. Eu AMO isso. 🤩

Além disso, adoro a qualidade afetuosa e simplória que Ae Kyung tem, onde ela realmente não demora muito para acreditar em Ji Eum, que ela é na verdade o tio Jung Ho de Ae Kyung, agora reencarnado.

A alegria simples e um tanto confusa de Ae Kyung é tão cativante.

Além disso, não é a coisa mais fofa, quando Ae Kyung eventualmente começa a se dirigir a Ji Eum como “Samcheon”?? 🤩

E3. Estou adorando o relacionamento entre Ji Eum e Ae Kyung.

É tão visualmente dissonante, e ainda assim tão emocionalmente gratificante, ver Ji Eum ser o tio afetuoso de Ae Kyung, como se Ae Kyung ainda fosse uma garotinha de apenas 10 anos.

Também é comovente vê-los agradecer um ao outro emocionados; Ji Eum agradece a Ae Kyung por suportar e viver tudo, enquanto Ae Kyung agradece a Ji Eum por crescer bem e estar novamente em sua vida.

Ahhh… tais momentos calorosos e comoventes. 🥰

E então, que tal aquela parte em que Ji Eum oferece um abraço a Ae Kyung, e Ae Kyung se agarra à cintura de Ji Eum e chora como se tivesse 10 anos novamente. 💔🥰

É assim que o Show enche meu coração e o parte, tudo ao mesmo tempo, e eu adoro isso.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 69

Menções especiais:

Ji Eum, Ae Kyung e Cho Won juntas

Eu simplesmente tinha que dar um destaque a esse pequeno trio, porque é tão reconfortante ver Ji Eum passando tempo com Cho Won e Ae Kyung, com suas conexões de suas vidas passadas expostas, e as três simplesmente transbordando de tanta alegria por poderem estar juntas assim, agora. 🥰🥲

Park So Yi como a jovem Ji Eum

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 71

Tenho que dizer, estou muito impressionado com Park So Yi, que interpreta a jovem Ji Eum.

Ela é tão maravilhosamente precoce e encantadora, que ela me conquistou completamente até o final do episódio 1.

Quaisquer dúvidas que eu tinha em minha cabeça sobre a premissa do Show foram solenemente eliminadas pela atuação impossivelmente cativante de Park So Yi como a jovem Ji Eum. Amor. 😍

(Numa nota à parte, acho tão divertido que Park So Yi e Ha Yoon Kyung estejam no mesmo drama, porque elas interpretaram mãe e filha em “She Would Never Know”.

Não teria sido um toque meta divertido, se Park So Yi tivesse sido escalada para interpretar a jovem Ha Yoon Kyung..? 😁)

PENSAMENTOS SOBRE O FINAL

[SPOILERS]

Tenho que dizer que minha reação ao final deste show é… inesperada.

O fato é que eu estava gostando deste show na maior parte do tempo, apesar de algumas decisões narrativas que não foram as minhas favoritas. Eu entrei neste final (que, neste caso, quero dizer os dois últimos episódios) esperando gostar bastante, assim como gostei da parte anterior da minha experiência com o show.

Infelizmente, ao sair deste final, me senti estranhamente insatisfeito e passei o último dia refletindo sobre essa insatisfação, tentando entendê-la, antes de finalmente me sentar para colocar meus pensamentos no papel.

Peço que tenham paciência comigo e entendam que estou apenas tentando compreender por que me sinto assim – e que, na verdade, eu esperava me sentir completamente diferente do que estou me sentindo.

E, em vez de tentar me forçar a sentir de forma diferente, pareceu mais autêntico simplesmente compartilhar o que realmente sinto e por que acho que me sinto assim.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 73

Descobri que, durante grande parte dos dois episódios finais, me senti estranhamente desconectado dos nossos personagens e, portanto, mesmo quando as coisas estavam tensas e dramáticas, como quando o show nos dá o flashback completo da primeira vida de Ji Eum, eu me senti… distante e desapegado.

Não tenho certeza se nos dar a revelação completa mais cedo na nossa história e dar aos nossos personagens mais tempo para reagir e responder à revelação teria ajudado.

Além disso, acho que não estou muito convencido pela redenção do pai, no sentido de que o show o retratou como duro, distante e mais do tipo maquinador, por tanto tempo, que acho difícil acreditar que ele tenha sido tão franco com a mãe de Ju Won e tenha se sentido tão arrependido a ponto de se ajoelhar.

Isso me parece um pouco abrupto em termos de caracterização, e estou pensando que talvez não tenhamos recebido preparação suficiente para essa redenção retrospectiva do pai.

Dito isso, eu aprecio a ideia de que o contexto é tudo e pode mudar completamente como vemos uma pessoa.

Sinceramente, o que teria sido mais coerente com o pai que conhecíamos seria ele oferecer compensação monetária à mãe de Ju Won.

Mas… isso teria atrapalhado as vibrações calorosas que o show estava determinado a oferecer neste final, então acho que é por isso que o show optou por uma revelação retrospectiva, de que o pai sempre foi mal compreendido. O que parece um pouco barato e fácil, não vou mentir.

Dito isso, estou bastante satisfeito com o fato de Min Ki ter sido a pessoa que matou a irmã de Ji Eum, Seol, em sua primeira vida, porque posso acreditar que seu personagem era impiedoso o suficiente para fazer isso.

Sei que há pessoas que acham que Min Ki foi prejudicado por ser feito o assassino, mas de alguma forma não sinto o mesmo.

Em termos de como Cheon Un foi apresentado para nós, ele era duro e frio o suficiente para que eu pudesse acreditar que ele sacaria a espada contra Seol, a fim de tirar de Su o motivo ardente para roubar os sinos do xamã.

E isso convenientemente esclarece o ar entre Ji Eum e Seo Ha, porque isso significa que ele não matou Seol naquela primeira vida.

No entanto, sou da opinião de que essa história também poderia ter funcionado se Seo Ha tivesse sido o responsável por matar Seol.

Por exemplo, se o show nos tivesse dado esse flashback completo em um ponto anterior da nossa história e confirmado que Seo Ha realmente havia dado o golpe fatal em Seol, então poderíamos ter tido o Grande Conflito no penúltimo episódio sendo Ji Eum e Seo Ha trabalhando nisso e lidando com questões importantes como libertação e perdão.

Isso poderia ter dado a este final o peso emocional de que eu precisava para me sentir devidamente investido e envolvido, acredito eu.

Apesar de todo o drama que o show nos ofereceu por meio de seu Dilema Final, que é essencial que Ji Eum deixe para trás suas vidas anteriores para quebrar a maldição de lembrar de todas as suas vidas passadas, a solução parece muito… simplista e fácil, de alguma forma. 😅

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 76

Curiosamente, descobri que ainda estava envolvido com a linha amorosa entre Do Yun e Cho Won, mesmo que a resolução seja tão simples quanto Do Yun chegar à conclusão de que ele não está preparado para realmente deixar Cho Won ir.

De alguma forma, essa linha amorosa importava para mim; importava que Do Yun e Cho Won permitissem que seus sentimentos um pelo outro viessem à luz, em vez de serem reprimidos o tempo todo, para que pudessem desfrutar um do outro como tanto desejam.

…O que me leva à outra realização que tive durante este trecho final.

Percebi que na verdade não tenho sentimentos profundos pela relação principal do OTP.

Percebo que estive esperando que meus sentimentos pela relação principal se aprofundassem, e isso simplesmente não aconteceu.

Então, na minha cabeça, sou a favor de Ji Eum e Seo Ha encontrarem um final feliz juntos, mas meu coração é mais neutro a respeito.

Se o show tivesse decidido terminar com Ji Eum e Seo Ha passando um pelo outro sem se reconhecer, porque esse seria o preço que teriam que pagar pela libertação de Ji Eum de sua própria maldição, eu honestamente ficaria bem com isso.

Em vez disso, o show nos dá uma solução bastante simples (simplista?) para o Grande Dilema, ou seja, se Ji Eum não consegue se lembrar, todas as pessoas que ela ama se lembrariam por ela e a procurariam.

…O que é ok, eu acho?

Mas falta um certo impacto e força, que eu honestamente esperava, já que o show vinha construindo o Grande Dilema como algo tão difícil e intransponível.

Parece quase como um atalho, para a solução ser tão simples, sabe?

Além disso, a lógica em torno da amnésia é bastante fraca, quando penso nisso.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 78

Esquecer suas vidas passadas e suas conexões anteriores anula o fato de que ela trabalhou no hotel e cresceu sob os cuidados de Ae Kyung?

O fato de a vermos em seu antigo emprego, depois que ela libera suas memórias, sugere um reinício total do tempo, o que não é o caso.

Han Na deixou de reconhecer Ji Eum quando ela seguiu em frente de suas vidas passadas, mas não houve um reinício do tempo.

Achei isso estranho e senti que não fazia sentido na história.

E então tem a coisa onde Seo Ha usa a mesma abordagem para se aproximar de Ji Eum, que ela já havia usado nele.

Acho que é um conceito fofo, mas honestamente não funcionou muito bem para mim.

Ao assistir essas cenas, entendi para onde o show estava indo e também entendi que isso deveria ser uma reviravolta fofa, onde agora Ji Eum está na ponta receptora das várias falas que ela usou em Seo Ha anteriormente.

O problema é que essas falas são difíceis de serem interpretadas como inocentes e não vulgares, mesmo nas melhores condições.

Vindo dos lábios de Ji Eum, era um pouco mais fácil de aceitar, porque, bem, ela é uma jovem bonita, e uma jovem bonita dizendo, com um brilho no olho, “Você gostaria de sair comigo?” é mais fácil de engolir do que um cara grande dizendo a mesma coisa.

É lamentável, mas é verdade. Isso soa diferente – e isso realmente me fez perceber, com muito mais clareza, o que alguns espectadores vinham dizendo desde o início do show, que as falas de Ji Eum são inadequadas e a forma como ela se aproxima de Seo Ha também é inadequada.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 80

Quando eu assisti Ji Eum dizer essas falas pela primeira vez, racionalizei que o show estava apenas tentando tornar Ji Eum peculiar e única, mas sabe, agora, mudando o contexto – mudando o falante – ficou tão claro para mim que isso tinha sido uma escolha mal considerada desde o início.

A forma como racionalizei isso, neste final, é que, como essas falas já vieram de Ji Eum, ela provavelmente não teria problema em ouvir as mesmas falas de Seo Ha, agora que os papéis estão invertidos.

Além disso, eu usei uma lente de manhwa caprichosa para ajudar tudo a se encaixar melhor no início da nossa história, e essa mesma lente de manhwa caprichosa agora também ajuda a fazer com que essas mesmas falas, dos lábios de Seo Ha, soem um pouco mais suaves.

Sabe, pensando bem, eu meio que teria preferido um final onde Seo Ha e Ji Eum se esquecessem um do outro, mas ainda se sentissem atraídos um pelo outro.

Dessa forma, teria parecido mais como um novo começo, e também enfatizaria o ponto de que, mesmo sem suas memórias, essas duas pessoas são feitas para ficar juntas e, portanto, se encontrariam, não importa o quê.

SEE YOU IN MY 19TH LIFE 81

Entendo que isso não faz muito sentido em relação às regras internas do show, porque não há razão para Seo Ha ter que esquecer, já que ele nunca se lembrou de suas vidas passadas para começar, mas você entende a ideia que estou tentando passar, certo?

Ou talvez o show pudesse ter feito Seo Ha se lembrar de suas vidas passadas em algum momento, para que ele pudesse esquecer? Isso também poderia ter funcionado, não?

No geral, este não foi o pior final que o show poderia ter apresentado, mas certamente também não foi o melhor. 😅

Peço desculpas a todos que amam esse final, de verdade. Eu realmente queria amar esse final, mas… não amei.

No entanto, em princípio, eu gosto da ideia de que nosso grupo principal ainda está junto, nesta nova realidade, e que, com o tempo, Ji Eum ganhará um novo conjunto de memórias para substituir as que ela liberou.

O VEREDITO FINAL:

Promissoramente caprichoso e peculiar, mas fica um pouco irregular na sua segunda metade.

NOTA FINAL: B+

TRAILER:

MV:

Com base no artigo da The Fangirlverdict

Deixe um comentário