Minha Identidade é Beleza de Gangnam || Análise de Dorama

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 1

Embora “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” não esteja entre meus doramas favoritos, assisti a ele várias vezes. Há algo nessa história que sempre me atrai de volta.

O dorama não apresenta um enredo extravagante, reviravoltas impressionantes ou personagens únicos — ele se passa em uma universidade e trata do cotidiano. Mas é muito mais do que isso. De maneira sutil, ele se mostra profundo.

A cada vez que assisto, descubro algo novo para apreciar. Agora, depois de várias sessões, acho que finalmente acumulei elementos suficientes para escrever uma boa análise.

Sobre o que é “Minha Identidade é Beleza de Gangnam”?

O dorama gira principalmente em torno de Kang Mi-rae, uma caloura universitária que fez cirurgias plásticas no rosto para não sofrer mais bullying. A universidade deveria ser um novo começo para ela — com um novo rosto e, esperançosamente, novas oportunidades e amizades. Mas também traz novos desafios. Embora o foco seja em Mi-rae, as histórias dos personagens ao seu redor são exploradas com base em seu papel em sua vida.

O segundo protagonista é Do Kyung-seok, também calouro e colega de classe de Mi-rae desde o ensino médio. Ele rapidamente se torna o rapaz mais popular entre os calouros devido à sua natureza direta e reclusa. A universidade não é um novo começo para ele, mas ele opta por uma mudança drástica após algumas revelações no decorrer do dorama. Ele experimenta um grande crescimento devido a isso.

A terceira personagem com tempo significativo de tela é Hyun Soo-ah, colega de classe de Mi-rae e Kyung-seok. Ela é a garota mais bonita do grupo e uma das mais populares. Ela está sempre sorrindo e é bem quista, mas logo descobrimos que isso é apenas uma fachada. Seu verdadeiro caráter é revelado à medida que os episódios avançam.

Acontecendo durante o primeiro ano da universidade, “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” aborda os problemas na vida cotidiana dos calouros — especialmente aqueles que são profundamente enraizados na sociedade. O dorama retrata como a beleza, os padrões impostos às mulheres, o bullying baseado na aparência e o sexismo casual causam estragos na vida das pessoas. Alguns desses elementos são sutis, mas muitos são jogados na nossa cara, de modo que os espectadores não podem negar as questões levantadas.

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 1

Minhas impressões sobre “Minha Identidade é Beleza de Gangnam”

Há muito para discutir e analisar. Em 16 episódios, o dorama aborda várias situações e questões, focando no crescimento dos personagens principais. Anotei várias observações sobre o show, e ainda há mais para falar.

Antes de entrar na análise principal, quero mencionar especificamente os avisos de gatilho. “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” trata de assuntos sérios e não os ameniza. Se você é sensível a algum desses tópicos, tenha cuidado ao assistir: bullying baseado na aparência, transtornos alimentares, gordofobia, tentativa de suicídio, violência doméstica, assédio sexual e cantadas de rua.

O foco nos padrões de beleza para mulheres

O ponto principal de “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” é retratar os vários lados obscuros dos padrões de beleza impostos a meninas e mulheres. Embora muitos deles sejam mostrados através de Mi-rae, como ela é a personagem principal, há personagens secundários que mostram alguns aspectos que não se aplicam a Mi-rae. Tudo isso é reunido nos últimos episódios, enfatizando a mensagem.

Mi-rae teve uma infância muito difícil porque era considerada “feia”. Ela sofreu bullying durante toda a sua vida escolar por parte de seus colegas e não tinha quem a defendesse. Foi feita para se sentir indigna de tudo e excluída de experiências comuns da infância. A tortura chegou ao ponto dela tentar se matar.

As crianças não nascem com preconceitos, elas os aprendem. Preconceitos baseados na aparência são tão prevalentes que as crianças os absorvem rapidamente. Tudo é mais intenso na infância também. Mi-rae perdeu várias experiências da infância por causa de sua “feiura”, e isso teve múltiplas consequências. Quando ela é aceita e apreciada na orientação dos calouros, chora de felicidade, pois isso nunca havia acontecido antes.

Apesar de tudo pelo que passou, Mi-rae avalia mulheres com base em sua aparência quando as encontra pela primeira vez. A sociedade nos ensina a medir as pessoas com base em certos fatores, e todos nós fazemos isso em algum nível. Mi-rae tem que reconhecer esse hábito e conscientemente desaprendê-lo com o tempo.

A maneira como ela avalia rostos destaca como os padrões de beleza são específicos e rígidos — é sobre coisas que não podemos controlar naturalmente, como formato do rosto ou pálpebras duplas.

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 2

Após Mi-rae realizar cirurgias plásticas para ter uma vida comum — não para ser extremamente bonita ou popular, mas para ser ordinária — ela é rotulada como um “tipo de garota”. As pessoas frequentemente fazem comentários sobre ela como se ela não fosse nada mais do que suas cirurgias. Esse pensamento comum causa um conjunto muito diferente de problemas para ela.

O dorama enfatiza as múltiplas maneiras pelas quais as mulheres são descaradamente objetificadas. Não basta serem bonitas e sexys, espera-se que sejam humildes, doces, gentis, submissas (aos homens) e inteligentes, mas não demasiadamente. Homens fazem comentários casuais sobre o peso e os hábitos alimentares de uma mulher como se estivessem falando sobre o tempo e “sugerem” que as mulheres sejam de uma certa maneira, direta ou indiretamente.

Muitos homens desejam mulheres bonitas que se destaquem e não aceitem a proposta de ninguém, mas aceitem a deles (mesmo que eles próprios não atendam a nenhum padrão). Eles não querem apenas um simples sim; querem que a garota se sinta lisonjeada por ser convidada para sair por eles, mesmo que ela receba 10 propostas por dia. Alguns homens acreditam ter o “direito” de “possuir” e “olhar” para mulheres atraentes.

Gostei muito de como “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” mostrou como as mulheres são tratadas como objetos ou troféus em vários cenários. As mulheres não são diminuídas de apenas uma maneira clara e as más intenções muitas vezes não são perceptíveis no início.

Além de mostrar os efeitos sobre mulheres que não são consideradas convencionalmente atraentes, o dorama mostrou como as mulheres atraentes são negativamente afetadas pelos padrões (mesmo que pareça que elas estão ganhando). Não vi essa perspectiva ser mostrada antes, então foi interessante.

Hyun Soo-ah é um ótimo exemplo. Ela tenta cumprir todos os requisitos de “uma mulher bem quista” e vê outras mulheres como competição. Ela internalizou tanto os preconceitos que prejudicou outras mulheres e tomou várias decisões ruins.

O dorama mostra como a beleza tem poder e os padrões de beleza na sociedade podem construir ou destruir a vida de uma mulher. A beleza é literalmente uma mercadoria.

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 3

Considerando como os padrões de beleza são significativamente altos na Coreia, eu aplaudo este dorama por descontruir seu impacto de maneira matizada, tornando-o fácil de entender. O país tem indústrias que prosperam a partir das inseguranças causadas por esses padrões, então criar um dorama assim é um passo na direção certa.

No entanto, a execução não foi perfeita e o show apresentou várias contradições. A maneira como as cenas foram realizadas deu a impressão de que o dorama promovia os mesmos padrões que pretendia criticar.

O ponto principal foi a maneira como fingiu que os padrões não existem para os homens e, na verdade, os promoveu para eles. A principal característica de Kyung-seok é sua aparência bonita antes de qualquer aspecto de sua personalidade. Ele é colocado em um pedestal devido à sua aparência e muitas de suas infrações são ignoradas ou consideradas charmosas.

Kyung-seok é realmente um bom personagem com problemas e crescimento diferentes, mas foi reduzido a “um rosto bonito” tantas vezes que eu detestei isso. Outros homens são frequentemente comparados a ele sem qualquer ênfase em como isso é ruim.

Embora o conceito tenha sido bem executado, “Minha Identidade é Beleza de Gangnam” não está isento de falhas. No entanto, é um passo adiante e espero que os próximos doramas abordem essas questões melhor.

Os personagens

Vou aprofundar em cada um dos personagens principais mais tarde, então aqui vai uma opinião geral sobre os personagens principais e secundários.

Apesar de ter um bom conceito de base, há um grande problema com o dorama: os dois personagens principais não são muito interessantes de assistir.

Kang Mi-rae é fácil de se identificar, mas não chama a atenção na tela. Eu me vi prestando mais atenção em outros personagens do que nela quando dividiam o tempo de tela. Ela é tímida e desajeitada quase o tempo todo. Isso não seria ruim se seu rosto mostrasse expressões variadas e fosse envolvente de se olhar. Ela não demonstra muita emoção e frequentemente fica com uma expressão neutra.

Não tenho certeza se isso se deve à atuação ou se é assim que o personagem foi escrito (estou inclinado a acreditar no segundo), mas foi difícil se interessar por ela além do que ela representa na história. Gostei de sua história e crescimento, mas não gostei dela.

Kyung-seok é predominantemente inexpressivo no dorama. Ser inexpressivo e recluso faz parte de sua personalidade, pois quando ele eventualmente sorri, mesmo que pouco, significa muito. Ao longo do show, ele geralmente tem um rosto sério, e isso não muda quando está nervoso ou pensativo.

Geralmente, os programas emparelham personagens de modo que suas energias se complementem na tela. Um mostra menos emoção e o outro mostra mais. Como esse dorama emparelhou dois personagens que não são suficientemente emocionais, muitas cenas pareceram insossas de assistir. Várias de suas cenas românticas também foram abafadas. Quaisquer sentimentos que eu tivesse teriam sido dez vezes mais intensos se houvesse mais emoção em tela.

Mi-rae realmente cresceu e se tornou mais efusiva para o final, o que mostra que eles são um bom par e apenas precisavam chegar lá, mas ainda assim, às vezes não era tão interessante assisti-los na tela.

Felizmente, os personagens secundários compensaram o que faltava nos personagens principais. Adorei ver quase todos os personagens secundários em cena. Eles desempenharam seus papéis muito bem.

Meus personagens favoritos foram:

  • Hyun-jung, a melhor amiga de Mi-rae. Não a vemos tanto (e uma de suas histórias é interrompida sem resolução), mas adorei sempre que ela apareceu na tela. Ela é baixinha, fofa e enérgica. Adorei sua energia e a maneira como ela defendia Mi-rae.
  • A mãe de Kyung-seok é um ícone. Sua graça, seu estilo e a maneira como ela trata as pessoas em sua vida são excepcionais. Eu absolutamente a adorei e gostaria de conhecê-la na vida real.
  • Yoo Eun, a representante da turma dos calouros. Esta foi a minha primeira vez vendo Park Yoo-na em um papel e me tornei fã. Adorei seu estilo, a maneira como ela cuidava de seus colegas de classe e como ela defendia seus amigos. Especialmente amei seu papel com Soo-ah nos últimos episódios. Ela é a amiga que todos precisam.

O romance

Mi-rae e Kyung-seok têm um crescimento lento em seu relacionamento. Embora Kyung-seok esteja claramente encantado por ela desde o início, eles não se apaixonam perdidamente ou dão passos um em direção ao outro imediatamente. Eles são colocados juntos em situações e lentamente criam laços. Gostei muito de como eles se importavam um com o outro antes de se verem sob uma luz romântica.

O caminho para o seu final feliz também não é tranquilo. Eles começaram com o pé errado algumas vezes e tiveram que esclarecer as coisas comunicando-se honestamente. Eles compartilharam suas vulnerabilidades e trabalharam conscientemente para superá-las e estarem juntos de forma adequada. Tudo isso fez com que o relacionamento deles se fortalecesse.

Como leva muito tempo para que algo aconteça, quando eles finalmente começam a namorar e formar um casal, é incrivelmente encantador. Eles têm alguns momentos verdadeiramente maravilhosos, principalmente por causa da confiança de Kyung-seok e da timidez e desajeitamento de Mi-rae.

Kyung-seok é intransigente ao apoiar e defender Mi-rae, algo que ela frequentemente precisa. Por sua vez, Mi-rae ajuda-o a ter melhores relacionamentos com as pessoas em sua vida. Eles são parte do crescimento um do outro e foi lindo de ver.

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 5

Pontos diversos

Algumas opiniões que não se encaixam nas categorias acima:

  • A amizade entre Mi-rae e Hyun-jung era tão pura e encantadora. O amor delas uma pela outra brilhava na tela. Elas se divertiam juntas e se apoiavam em tudo. Eu realmente gostei das suas relações.
  • Adorei a ênfase em perfumes. O dorama destaca como o aroma não depende da aparência e é separado da “beleza” tradicional, mas ainda assim pode proporcionar confiança e deixar uma impressão duradoura.
  • As relações de Kyung-seok com sua mãe e irmã eram <3. Kyung-seok é o melhor irmão para Kyung-hee e aprende a reparar seu relacionamento com sua mãe, e adorei ver tudo isso.
  • O triângulo amoroso entre Kyung-seok, Mi-rae e Woo-yeong me pareceu desnecessário, exceto por uma coisa (falarei sobre isso na seção de spoilers). Mi-rae estava claramente destinada a ficar com Kyung-seok, então o triângulo amoroso nunca me pareceu importante.
  • Woo-yeong é tecnicamente o quarto personagem principal do dorama (depois dos dois principais e Soo-ah), mas nunca conhecemos sua história de fundo ou aprendemos mais sobre ele. Para mim, ele era como qualquer outro personagem secundário.
  • Ver Kyung-seok e Woo-yeong se relacionando foi muito bom. Eles gostam da mesma garota e têm alguma competição, mas uma vez que se tornam colegas de quarto, também criam laços um com o outro e se tornam amigos improváveis.
  • O ritmo do dorama não foi consistente. Era muito lento em algumas partes e rápido nos últimos dois episódios. Algumas coisas receberam tempo de tela demais. Poderia ter sido melhor, pois parecia que um monte de coisas foi enfiado nos últimos episódios porque estavam ficando sem tempo.

Os personagens principais

Kang Mi-rae

Interpretada por Im Soo-hyang, Kang Mi-rae é a estrela principal do show. Ela é tímida, desajeitada e assustada. Por ter crescido enfrentando o auge do bullying, ela é cautelosa e não tenta ter esperanças de melhor com novas pessoas. Quando as pessoas na universidade gostam dela, ela chora. Im Soo-hyang interpretou a personagem muito bem. Gostei de como a postura e o andar de Kang Mi-rae refletiam sua personalidade. Ela anda devagar e seus ombros se curvam para dentro formando uma postura defensiva.

Seu crescimento ao longo do dorama é lindo. Adorei ver ela aceitar o amor, desaprender conscientemente seus maus hábitos (como avaliar o rosto das pessoas), se importar com novas pessoas e encontrar seu novo lugar no mundo. Ela enfrenta novos desafios após suas cirurgias plásticas e cresce através deles.

No início do show, ela é ingênua sobre as pessoas porque nunca teve interações “boas” com elas. Ela não aprendeu sobre pessoas que fingem ser legais enquanto têm más intenções. Ela sempre viu diretamente o lado ruim. Mas na universidade, ela passa por experiências com pessoas de duas caras e aprende a julgar as pessoas.

Do Kyung-seok

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 7

Do Kyung-seok era literalmente a estrela da universidade. Interpretado por Cha Eun-woo, o personagem é destinado a ser perfeito. Ele é bonito, inteligente e bom em lutar. Ele confronta as pessoas sobre suas bobagens e não se preocupa com amizades, preferindo ficar sozinho. Mas com o tempo, ele claramente se apaixona por Mi-rae e quer ser a pessoa que fica ao lado dela.

Ele é filho de um político astuto e não teve contato com sua mãe por anos. Seu coração endureceu devido ao que aconteceu em sua família. Ele se muda repentinamente após um tempo e divide o quarto com Yeong Woo-yeong. Foi interessante vê-lo aprender a ser um adulto independente e se preocupar com dinheiro quando antes não precisava. Ele finalmente pôde tomar decisões por si mesmo e ter relacionamentos com pessoas de sua escolha.

No início, Kyung-seok era cheio de arestas afiadas. Estar com Mi-rae e ter outras pessoas boas em sua vida suavizou um pouco suas arestas. Foi agradável vê-lo sorrir e se divertir.

Hyun Soo-ah

Minha Identidade é Beleza de Gangnam 8

Hyun Soo-ah é uma personagem desagradável, mas é a mais complexa. Ela é a beleza natural perfeita e tem a personalidade que combina com isso. É gentil, sorri para todos e tenta ser amiga de todos. Ela come bem e supostamente nunca ganha peso. Ela é inteligente, mas não se exibe. Aparentemente perfeita, mas conforme o dorama avança, vemos que tudo isso é apenas uma camada bem elaborada.

O personagem e o arco de Soo-ah foram tão interessantes. Embora eu não pudesse gostar dela, ela é minha personagem favorita por causa de sua complexidade. Ela também era uma manipuladora mestre — sabia como manipular as pessoas e conseguir o que queria. Jo Woo-ri interpretou tão bem a personagem que até recebeu algumas críticas por causa do dorama.

Adorei como suas camadas foram sendo retiradas uma a uma até vermos sua verdadeira personalidade no final. Eu teria preferido que o ritmo fosse consistente para que coisas como a resolução de seu arco não fossem apressadas no final.

Discussão (CONTÉM SPOILERS)

Alguns pontos rápidos com spoilers:

  • A cena em que Woo-yeong diz a Mi-rae que inicialmente foi atraído por ela por causa de sua aparência e “qual o problema em ser atraído pela aparência de alguém” foi muito boa. Ela apontou como a maioria das pessoas vê a atração e por que isso não é aceitável para Mi-rae — por tudo que ela passou. Ela não quer que alguém goste dela por seu rosto, porque não teriam gostado dela se ela não tivesse feito cirurgia plástica. Ela não quer que suas características sejam consideradas de forma alguma.
  • O diálogo de Soo-ah sobre odiar pessoas que fazem cirurgias plásticas porque o número de rostos bonitos aumenta e reduz o valor das pessoas verdadeiramente atraentes foi muito interessante. Ele apontou como a beleza é uma mercadoria. A maioria das pessoas não pensaria ou diria o que ela disse, mas para alguém que quer ser a única a se destacar (como Soo-ah), isso é tudo.
  • A história da mãe de Kyung-seok também foi interessante. Ela costumava pensar que tinha o mundo na palma da mão por causa de sua beleza, mas o “bom” homem que encontrou só queria tê-la ao seu lado e ficar em casa. Basicamente, ele queria mantê-la em uma gaiola. Não importava que ela fosse talentosa em sua área, porque, segundo ele, o lugar da mulher é em casa com os filhos. Sua história foi sobre como, mesmo que uma mulher aparentemente tenha todo o potencial, ela ainda é objetificada e se espera que se submeta à vontade de um homem. A beleza também pode ser uma maldição.
  • Adorei o episódio sobre o festival da universidade, onde os homens queriam que as mulheres servissem porque “elas atrairiam mais clientes” e queriam que usassem saias curtas. Enquanto os caras elogiavam Mi-rae, Soo-ah e Ji-hyo, eles também faziam gordofobia com Tae-hee e ridicularizavam Yoon-byul. Isso mostrou quão comum é a misoginia e como os homens não se importam se as mulheres estão desconfortáveis. Até mesmo os “caras bons” ficam de lado quietos sem apontar as coisas problemáticas.

Geral

Não foi um dorama perfeitamente feito, mas foi interessante. Se nada mais, o crescimento individual dos personagens principais foi ótimo de ver.

Eu recomendo o dorama se você estiver no clima para algo complexo e estiver ok com um ritmo lento. O dorama pode ser incrivelmente lento às vezes, mas vale a pena. Se você gosta de analisar personagens e situações sem cenas de ação, esta é uma boa escolha.

Embora eu tenha assistido várias vezes, eu não chamaria de um show de conforto. Não acho que a maioria dos espectadores o assistiria novamente. Não é suficientemente agradável para assistir várias vezes, a menos que você queira algo para tocar em segundo plano enquanto faz outra coisa.

Deixe um comentário